As verdades e mentiras do documentário pró-vegetarianismo ‘What The Health’


Apesar da dieta vegetariana estrita ser segura, o documentário comete deslizes e dissemina algumas mentiras

Com a boa intenção de proteger os animais muitos veganos e vegetarianos divulgam diversos documentários. Alguns sobre exploração animal, que mostram cenas de violência comuns em fazendas industriais, outros sobre o impacto ambiental da criação massiva de animais e outros que falam sobre o hábito saudável da redução ou retirada dos produtos de origem animal da dieta. “What The Health” é um documentário que tem esse viés de saúde na alimentação vegetariana estrita.

O filme segue o cineasta Kip Andersen investigando a relação entre doenças crônicas, cardíacas e câncer com o consumo de carne e produtos provindos animais e mostra a opinião de médicos e pesquisadores pró-vegetarianismo, além de questionar organizações do porque elas ocultam essas informações dos consumidores de alimentos de origem animal. O objetivo do documentário é expor o conluio e a corrupção no governo e nas grandes empresas que nos custam trilhões de dólares em saúde e mantêm as pessoas doentes.

É preciso ter uma visão crítica sobre as informações contidas em documentários pois eles pretendem defender um viés e muitas vezes podem recorrer a meias-verdades para tentar provar seu ponto. Com What The Health não é diferente, apesar de trazer informações relevantes e diversos questionamentos, o filme comete deslizes ao disseminar algumas mentiras e meias-verdades.

Alguns sites de checagem de fatos (fact-checking) se dispõe a pesquisar as declarações dadas por pessoas, organizações ou mesmo filmes. Ao checar a veracidade dos discursos exibidos no documentário foram encontradas alegações falsas. O site que combate informação falsa Information is Beautiful, publicou um dossiê com checagem de fatos de todas as afirmações feitas no documentário. Apesar da dieta vegetariana ser segura, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, o documentário fez apelo à argumentos sensacionalistas e dissemina algumas inverdades.

Abaixo traremos as verdades e mentiras mais relevantes do filme, baseadas no site. Confira:

Verdades

  • Dos três fatores de risco que causam mais doenças e mortes prematuras em todo o mundo em 2016, todos estão ligados à dieta. Ou seja, desnutrição de crianças e mães, riscos alimentares (como não comer vegetais o suficiente) e pressão alta.
  • A Organização Mundial da Saúde lista as doenças cardiovasculares como a principal causa de morte no mundo, representando 31% de todas as mortes globais.
  • Nenhum estudo mostra que a simples moderação de produtos de origem animal reverte doenças cardíacas. Alguns estudos mostraram que a ingestão de certos produtos de origem animal não piora as doenças cardíacas, mas não há estudos que mostram que a ingestão moderada (em vez de cortá-la completamente) pode realmente reverter as doenças cardíacas.
  • Alguns estudos sugerem que dietas à base de plantas podem reverter doenças cardíacas e acúmulo de placas nas artérias.
  • Dieta e obesidade são uma das principais causas de problemas de saúde crônicos.
  • O diabetes é um terrível flagelo da saúde e um em cada cinco dólares em saúde dos EUA vai para os que sofrem de diabetes.
  • Toda redução no consumo de produtos de origem animal beneficia a saúde e a longevidade.
  • Dietas à base de plantas podem ajudar a controlar o diabetes.
  • As indústrias de laticínios e ovos têm grandes braços de lobby manipulativos que financiam pesquisas tendenciosas.
  • Tanto a American Diabetes Association quanto a American Cancer Society são patrocinadas por grandes empresas de alimentos. As diretrizes do USDA provavelmente são afetadas.
  • Dioxinas, pesticidas, antibióticos e hormônios se acumulam na polpa da carne e do peixe.
  • A Organização Mundial da Saúde considera a carne processada um agente cancerígeno. Cortá-lo pode melhorar a saúde.
  • Carne frita ou grelhada é especialmente ruim para você.
  • O frango é a principal fonte de sódio (sal) na dieta dos EUA (mas para crianças de 12 a 19 anos é pizza!)
  • Nenhum humano precisa do leite de uma vaca. Embora seja satisfatório para você, não lhe dá “ossos fortes”.
  • O leite contém um nível permitido de pus. O nível máximo dos EUA (750.000 células por mililitro) é superior ao nível da UE (400.000).
  • Os veganos têm uma menor prevalência de hipertireoidismo.
  • Toda proteína é feita inicialmente pelas plantas. A carne é apenas proteína vegetal reciclada.
  • 2000 kilocalorias de arroz integral e brócolis fornecerão proteína diária adequada.
  • Grãos e feijões são carregados de proteína.
  • Se todos fossem veganos, isso teria um efeito profundo na sociedade. A saúde provavelmente melhoraria, mas os benefícios ambientais seriam maiores.
  • Você pode se tornar vegano de forma saudável.

Meias-verdades

  • A dieta é um fator de risco à saúde mais alto do que fumar. Só porque todo mundo come e nem todo mundo fuma.
  • Uma porção de 50g de carne diariamente aumentará o câncer colorretal em 18%. É verdade, mas representa 18% de um risco de linha de base existente de 5%. Portanto, o aumento real do risco é de 1%.
  • Uma dieta à base de carne causa diabetes. Existem muitos fatores.
  • Doenças cardíacas são causadas pela dieta. Sim, é um fator. Mas o mesmo acontece com a falta de exercício, tabagismo e obesidade.
  • A maioria das exposições à dioxina vem do consumo de carne e laticínios. Peixes e mariscos também são os principais contribuintes.
  • As pessoas que tomam estatinas ainda sofrem ataques cardíacos. Sim, porém menos.
  • O colesterol despenca poucos dias após a ingestão de uma dieta baseada em vegetais. Ele cai, mas não “dentro de alguns dias”.
  • As crianças têm estrias gordurosas nas artérias aos 10 anos. Todas as crianças em todos os lugares têm estrias. Links para doenças cardíacas mais tarde na vida são fracos.

Mentiras

  • Comer carne processada é tão perigoso quanto fumar. Não. Um aumento de 18% no risco vs 1900%.
  • Comer açúcar não causa inflamação e nenhuma placa se forma nos vasos sanguíneos após a ingestão.
  • Frango não é melhor do que carne processada.
  • Frango é a fonte número um de colesterol nos EUA. Não, os ovos são.
  • Um ovo por dia é tão ruim quanto fumar cinco cigarros.
  • Comer gema de ovo reveste os glóbulos vermelhos, engrossa o sangue, altera os hormônios.
  • A carne de animais alimentados com OGM carregados de pesticidas causa danos hormonais em bebês.
  • Existe uma ligação entre o consumo de laticínios e doenças autoimunes, asma, esclerose múltipla e diabetes.
  • Caninos humanos são inúteis para rasgar carne – não somos evoluídos para comê-la.
  • Anatomicamente, os humanos são frugívoros, não onívoros.
  • Proteínas vegetais são melhores que proteínas animais.
  • As pessoas que bebem leite têm taxas mais altas de câncer, morrem mais cedo e têm mais fraturas de quadril.
  • Casomorfina (de queijo) desempenha um papel na síndrome da morte súbita do lactente.
  • Duas semanas de uma dieta vegana suprimiram o câncer de próstata e de mama.

Clique nos links abaixo para conferir todas as verdades e mentiras do filme:


A vegpedia divulga alguns filmes veganos em sua página de documentários, mas salienta que é necessário manter uma visão crítica sobre eles. Nossa equipe está comprometida com a verdade e com uma visão científica dos fatos. Somos veganos mas buscamos a verdade, acreditamos que para fazer alegações é necessário evidências sólidas e comprovações científicas válidas. Disseminar inverdades pode colocar em risco pessoas bem intencionadas. Assim como uma dieta de origem animal, dietas vegetarianas precisam ser bem planejadas para mantermos uma boa saúde.

3 comentários sobre “As verdades e mentiras do documentário pró-vegetarianismo ‘What The Health’

  1. Terminei há pouco de assistir ao documentário e resolvi sair à procura de maiores informações sobre as alegações nele apresentadas. Agradeço os esclarecimentos prestados por este site.

    Curtir

  2. Comecei a estudar o veganismo há pouco tempo (cerca de 15 dias) e já comecei a fazer alterações em minha alimentação. Assisti ao documentário, que obviamente é tendencioso, e como bióloga e cientista, concordei em vários pontos, não concordei com outros tantos e vim procurar na internet aqueles que fiquei em dúvida. Encontrei o site de vcs, que eu não conhecia até então, e fiquei muito surpresa, muito surpresa com a franqueza e honestidade de vocês. AMEI ! É isso aí ! Eles estão do lado certo, a maioria das informações é verdadeira, então pra que manchar o documentário com falsos elementos? Perderam uma ótima oportunidade de ser um documentário que poderíamos indicar de olhos fechados. De qualquer forma, me fizeram encontrar o site de vocês. Estou adorando o que estou lendo e estou descobrindo esse maravilhoso mundo do veganismo !!!! MUITO OBRIGADA POR ESTE BELO TRABALHO ! Está sendo inspirador !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s