10 livros essenciais para entender sobre vegetarianismo e veganismo


Está querendo entender melhor o que é o veganismo? Quer se tornar vegetariano? Se estiver procurando uma leitura instigante sobre estes temas veio ao lugar certo. Os livros nesta lista desafiam a perspectiva de que animais são objetos, que comer animais é necessário para manutenção da nossa saúde e mostram como funciona a indústria de exploração animal nas últimas décadas, assim farão você refletir sobre como tratamos os animais.

Confira abaixo livros fundamentais que falam sobre vegetarianismo, veganismo, exploração animal e direitos animais, de diferentes perspectivas.

> Sobre ética e exploração animal

1. Libertação animal (1975)

Peter Singer

Apesar de contestado por não ser um livro que atesta o veganismo, este livro certamente é um clássico definitivo do movimento animal. Desde sua primeira edição, em 1975, ele vem conscientizando milhões de pessoas sobre a maneira como o ser humano trata os animais. Nele o filósofo Peter Singer expõe a terrível realidade da indústria pecuária e dos testes de laboratório – destruindo as falsas justificativas que embasam essas práticas e propondo alternativas para algo que, além de uma questão moral, assumiu contornos de um sério problema social e ambiental. LIbertação Animal é um importante e persuasivo apelo à consciência, à justiça e à decência, é leitura obrigatória não só para aqueles que reconhecem os direitos dos animais, mas também para os que ainda ignoram essa realidade.

2. O caso dos direitos animais (1983)

Tom Regan

Com calma e lucidez, como em uma conversa franca e direta com o leitor, Tom Regan argumenta que devemos reconhecer que os animais também têm direito à vida, à integridade física e à satisfação de necessidades biológicas, individuais e sociais. Em todo o livro, seguimos o autor nas difíceis indagações que o inquietaram pessoalmente – desde uma juventude de completa inconsciência das horrorosas realidades vividas pelos animais explorados para diferentes benefícios humanos – e que o transformaram em ativista dos direitos animais. Escrito de forma elegantemente simples, o livro cobre um amplo leque de tópicos de forma acessível e envolvente.

3. Introdução aos direitos animais (2000)

Gary L. Francione

Contestando o utilitarismo de Peter Singer, proposto em Libertação Animal, Gary L. Francione se dispõe a definir regras absolutas para defesa dos direitos animais baseadas no princípio da igual consideração de interesses semelhantes. O autor lança um desafio concernente ao nosso uso e tratamento dos animais e nos incita a nos desfazermos das confortáveis desculpas proporcionadas pelo nosso aparente compromisso com o tratamento “humanitário” ou “compassivo” dos animais e a reconhecermos que, sob as leis e regulações relativas a como tratamos os animais com quem dividimos este planeta, na realidade os tratamos como coisas que não têm nenhum interesse que devamos levar a sério.

4. Domínio (2003)

Matthew Scully

Domínio é uma leitura reveladora, dolorosa, enfurecedora, mas também perspicaz e gratificante. Trata-se de um apelo à compaixão e à misericórdia, um ataque mordaz àqueles que acreditam ser o ativismo pelos direitos dos animais mero exemplo de sentimentalismo. Também é um clamor por reformas governamentais a favor do tratamento ético para com os animais. Entre outras informações inquietantes, o livro apresenta a instituição que promove o turismo de caça, cujos integrantes são capazes de pagar valores consideráveis para caçar elefante, leão ou algum outro animal encarcerado nos chamados “ranchos de safári”, localizados nos Estados Unidos ou em países africanos. O livro relata também o teor de uma das conferências anuais da Comissão Baleeira Internacional, cujo foco está em desenvolver métodos mais letais de obter “recursos marinhos vivos”. Além disso, expõe a realidade de fazendas industriais, nas quais os animais são tratados como meros produtos: criados em condições de confinamento em massa, inseminados e alimentados por máquinas, mantidos enclausurados durante toda a vida e, por fim, abatidos – sem qualquer cuidado, senão com a maximização dos lucros.

5. Por que amamos cachorros, comemos porcos e vestimos vacas (2009)

Melanie Joy

Melanie Joy investiga de forma brilhante e inovadora porque nós estamos tão dispostos a comer certos animais enquanto jamais sonharíamos em comer outros. Nossa disposição para fazer isso só existe porque negamos a realidade. Ignoramos as evidências de que os animais têm consciência e que não precisamos de carne em nossa alimentação, pois, na maioria das vezes, vivemos mais tempo e melhor sem ela. Diferente de muitos livros que explicam por que não devemos comer carne, este explica por que comemos carne e como podemos fazer escolhas mais conscientes, como cidadãos e consumidores.

6. Comer animais (2009)

Jonathan Safran Foer

Escrito pelo autor best-seller Jonathan Safran Foer, este livro investiga as raízes culturais, sociais e econômicas do consumo de carne além de propor um debate ético sobre o consumo alimentar dos animais. Fazendo um relato de sua vida, Foer mostra uma investigação da agricultura industrial e defende o vegetarianismo se opondo aos métodos de criação animal atuais. Ao fazê-lo, o autor apresenta uma visão antropológica da maneira como os humanos tentam justificar o consumo de carne. Em 2018, Eating Animals também foi lançado como documentário.

7. Ética & animais (2006)

Carlos Michelon Naconecy

Este não é um livro de filosofia comum, pois não trata do transcendente. Tampouco é um livro de filosofia moral comum. Ele também não irá se deter na natureza do bem, nem na linguagem nos juízos de valor. Este é um livro de alfabetização ética, ele exibe diversos argumentos pró-consumo e exploração dos animais e os disseca e os rebate. Um excelente e denso guia para aprender a argumentar filosoficamente na defesa dos animais.

8. Comendo o planeta

Cynthia Schuck

Este livro foca-se no impacto ambiental da criação de animal. Em linguagem fácil e edição bem ilustrada, Comendo o Planeta é um excelente guia para entender a relação do consumo de carne e derivados de animais, a ineficiência energética e as crises ambientais. As informações reunidas por Cynthia Schuck têm respaldo de estudos científicos recentes e dados oficiais de instituições governamentais e de pesquisa.

> Sobre saúde, nutrição e alimentação

9. Comer para não morrer (2018)

Michael Greger

Infecções, diabetes, depressão, cardiopatias. Seja qual for a doença, a rotina é a mesma: após exames e consultas, a maioria dos médicos se restringe a receitar um remédio ao paciente. Tratamentos alternativos não são mencionados, e medicina preventiva parece uma realidade distante. O resultado é que milhares de vidas são perdidas prematuramente em virtude de doenças que poderiam ter sido evitadas ou revertidas. Mas não precisa ser assim. Escrito pelo médico Michael Greger, Comer para não morrer trata de um estilo de alimentação capaz de prevenir, controlar e até reverter muitas das principais causas de morte da atualidade: a dieta à base de vegetais — ou plant-based diet, como é conhecida pelos especialistas. Com uma linguagem clara e ferramentas práticas que nos indicam o que comer, quando e em que quantidade, o livro se fundamenta em estudos acadêmicos para desmistificar a ciência por trás dessa forma de nutrição revolucionária e mostra que adotá-la está longe de ser um bicho de sete cabeças. Michael Greger é médico, escritor e palestrante da área de nutrição, segurança alimentar e saúde pública reconhecido internacionalmente.

10. Alimentação sem carne (2015)

Eric Slywitch

Baseado em fortes evidências científicas, o médico Eric Slywitch ensina todos os cuidados que deve manter ao aderir a uma alimentação sem carne. Em uma conversa franca, o autor discorre sobre importantes nutrientes, como ferro, zinco, cálcio, ômega-3, vitamina D e a tão falada B12, e demole todos os mitos sobre a proteína da carne. Além disso, dá explicações detalhadas sobre como todos esses compostos agem no organismo e quais os efeitos do excesso e da falta de cada um deles. Com mais de 20 anos de prática médica, o autor dá orientações para uma dieta vegetariana segura, provando que é possível, sim, não comer carne e ser muito saudável.


Quais livros sobre vegetarianismo e veganismo faltaram na lista? Conte-nos nos comentários!

Anúncios

2 comentários sobre “10 livros essenciais para entender sobre vegetarianismo e veganismo

  1. Tem também os livros “Veganismo: as muitas razões para uma vida mais ética” e “Direitos Animais e veganismo: consciência com esperança”.
    Complementando, tem o “Manual de sobrevivência para veganos e vegetarianos”, que ajuda muito os que estão se tornando veganos ou já o são a continuarem veganos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s