Pesquisa com mais de 450 pessoas revela que veganos tem sido discriminados na Escócia


A pesquisa feita com cerca 480 pessoas, do site escocês Go Vegan Scotland, descobriu que veganos estão sendo discriminados em hospitais, escolas, universidades e autoridades locais escocesas, contrariando seus direitos garantidos na legislação britânica e européi que atestam que os veganos têm o direito de viver de acordo com essa convicção e que podem criar seus filhos dentro desta perspectiva.

Indo contra os direitos dos cidadãos veganos, a pesquisa ressaltou diversos problemas que os veganos da Escócia enfrentam, entre eles dificuldades diversas de entidades do Estado e hospitais não fornecem alimentos e outros produtos adequados aos veganos.

Segundo os relatos, no país diversos médicos estão desatualizados e tem feito comentários depreciativos sobre o veganismo e recomendações obsoletas como dizer para pais para fornecer leite de vaca aos seus filhos, falta capacitação, eles tem informações imprecisas sobre nutrição, o que pode levar veganos a uma condição ruim e a diagnósticos errados, além disso não conseguem indicar alimentação adequada para bebês que não consomem produtos de origem animal.

Outro problema identificado é a falta de comida adequada aos veganos nas escolas, faculdades e universidades. Também no ambiente escolar professores tem feito oposição ao veganismo dos, indo contra as convicções morais dos estudantes veganos, e chegando a zombar deles na frente dos outros alunos.

A pesquisa é finalizada recomendando medidas a serem tomadas pelo governo para proteger a liberdade de escolha das pessoas. Entre as sugestões estão a inclusão de alimentação sem produtos de origem animal em entidades estatais, educação pública sobre o veganismo e seu status legal, atualização do conhecimento nas áreas de medicina e nutrição, promoção e incentivo à empresas farmacêuticas para a realização de medicamentos que não contenham produtos de origem animal, entre outras.

As propostas dadas ao problema visam acabar com essa discriminação indevida em hospitais, escolas, prisões, lares de cuidados e outros locais na Escócia, mas também devem ser observadas por outros lugares do mundo visto que podem comprometer a saúde e a educação dos veganos por ignorância, o que é algo alarmante.

Fonte: Go Vegan Scotland

Anúncios

Um comentário sobre “Pesquisa com mais de 450 pessoas revela que veganos tem sido discriminados na Escócia

  1. Pelo jeito o Brasil não é o único país onde a falta de informação e preconceito para com os veganos e vegetarianos acontece. Lá fora também estão ridicularizando os nossos irmãos quanto ao DIREITO de escolha por levar a vida sem ter que participar de toda a VIOLÊNCIA e EXPLORAÇÃO animal.

    Os estados têm o dever de dar garantias de uma alimentação no MÍNIMO saudável como a dieta vegetariana estrita, pois esta já é mais do que comprovadamente a mais ideal para as pessoas, segundo a própria OMS (Organização Mundial da Saúde) reconhece a importância dessa alimentação, assim como a ONU recomenda a mudança global para a dieta sem carne e derivados. Ninguém é obrigado a se alimentar de porcarias com a presença de cadáveres e outros derivados de animais.

    Concordo que, se esses locais não abrirem espaço e não obtiverem informação suficiente sobre o veganismo e a alimentação a base de plantas, esse público corre o risco sim de não obter nutrientes e vitaminas suficientes, pois independente de ser ou não vegano, a população em especial a mais carente precisa essencialmente manter um vasto consumo de frutas, legumes, verduras, nozes e grãos, uma alimentação equilibrada acessível para TODOS que quiserem escolher os vegetais, e ignorar todos esses produtos carregados de animais mortos, causando diversas doenças crônicas no organismo humano.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s