Cabras reconhecem as expressões emocionais humanas, diz estudo


 

Já é sabido que a domesticação tem poder de influência no comportamento dos animais que convivem próximos aos seres humanos, como cavalos ou cachorros (e estes mostram serem capazes de reconhecer bem as expressões humanas), mas ainda existe a dúvida sobre as relações entre os animais que mantém convívios mais restritos em relação a nós. Um estudo decidiu investigar a capacidade das cabras, representantes desse segundo grupo, em reconhecer as emoções transmitidas pelas expressões faciais humanas, e teve achados curiosos.

O reconhecimento de expressões faciais é vantajoso em diversos sentidos evolutivos, e não existe apenas em animais humanos, sendo nítida a presença em outros primatas; a sua variedade constitui maneira rica de comunicação não verbal. Apesar disso, existem muitos outros não-primatas que não tem esse meio de comunicação, portanto, é imaginado que a discriminação de tais expressões por eles seja um desafio.

Para testar os animais, foram mostradas duas imagens diferentes ao mesmo tempo, pregadas em uma parede. Uma, com expressão de felicidade, e outra de raiva, de humanos desconhecidos. As cabras ficavam livres para explorar o local durante 30 segundos, e, ao final, foi observado que elas preferiam interagir com os rostos felizes primeiro e por mais tempo, levando à conclusão que elas são capazes de reconhecer as expressões emocionais.

Um dado curioso é que o poscionamento do rosto feliz do lado direito chamava muito mais a atenção dos animais, enquanto quando o experimento era feito com o mesmo rosto do lado esquerdo, nenhuma preferência era observada. Essa resposta lateralizada talvez possa ser explicada por um diferencial nos hemisférios cerebrais, como uma assimetria no processamento das emoções.

De acordo com os dados encontrados, o impacto da domesticação nas habilidades cognitivas animais pode ser maior do que o assumido previamente. A comunicação inter-espécie se torna mais afinada com esse processo, mesmo com os animais que não foram selecionados pelos humanos para fins de “companhia”, como os cães, ou “trabalho”, como cavalos. Ainda existem dúvidas a serem respondidas; os pesquisadores não sabem se as cabras estavam evitando os rostos zangados ou sendo atraídas pelos rostos felizes (ou ambos), por exemplo. Ainda assim, as cabras claramente são capazes de distinguir entre os dois tipos de faces.

goat funny

apoia_se_vegpedia_faixa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s