Jeff McMahan

Jeff McMahan (30 de agosto de 1954) é um filósofo e educador especialista em filosofia moral, ética prática e filosofia política, e em sua obra escreveu extensivamente sobre ética normativa e aplicada.

Atualmente é professor de Filosofia Moral da Universidade de Oxford, anteriormente ensinou na Universidade Rutgers (2003-2014) e da Universidade de Illinois, Urbana- Champaign (1986-2003).

Obteve bacharelado (B.A.) em Literatura Inglesa, na Universidade do Sul, Sewanee,
Tennessee, em 1976. bacharel (B.A.) em Filosofia, Política e Economia, na Universidade de Oxford, em 1978. Obteve mestrado (M.A.) em Filosofia na Universidade de Oxford, em 1983 e doutorado, em 1986, na Universidade de Cambridge com a dissertação: Problems of Population Theory (Problemas de Teoria da População), supervisionado por Bernard Williams, Jonathan Glover e Derek Parfit.

Segundo Jeff:

Nossa própria forma de predação é, naturalmente, mais refinada do que a de outros comedores de carne, que devem capturar suas presas e destruí-las enquanto elas lutam para escapar. Em vez disso empregamos profissionais para criar nossas presas em cativeiro e preparar seus corpos para nós por trás de um véu de propriedade, para que nossas sensibilidades sejam poupadas do reconhecimento de que também somos predadores, vermelhos em dentes, se não em garras (embora alguns de nós razões que eu nunca entendi, não se dão ao trabalho de pintar as garras vestigiais de um tom sanguinário). A realidade por trás do véu é, no entanto, muito pior do que a do mundo natural. Nossas fazendas industriais, que fornecem a maior parte da carne e ovos consumidos em sociedades desenvolvidas, infligem uma vida de miséria e tormento a nossas presas, em contraste com as agonias relativamente breves suportadas pelas vítimas dos predadores na natureza. Do ponto de vista moral, não há nada que possa ser plausivelmente dito em defesa dessa prática.

Jeff levanta um argumento que vai além da exploração animal pelos humanos, atinge o questionamento da dor e vida dos animais na natureza selvagem, questionando então se pudéssemos organizar a extinção gradual de espécies carnívoras, substituindo-as por novas espécies herbívoras. Ou suponha que poderíamos intervir geneticamente, de modo que as espécies atualmente carnívoras evoluíssem gradualmente para as herbívoras. Se pudéssemos provocar o fim da predação por um ou outro desses meios a um custo pequeno para nós mesmos, deveríamos fazê-lo?


Traduzido do site pessoal do autor: http://jeffersonmcmahan.com/ e também do site New York Times: https://opinionator.blogs.nytimes.com/2010/09/19/the-meat-eaters/


vegpedia / wikipedia / site / facebook / instagram / entrevista

Anúncios