Martha Nussbaum

Martha Craven Nussbaum (6 de maio de 1947) é uma filosofa estadunidense especialista em filosofia grega, filosofia romana, filosofia política e ética.

Nussbaum recebeu seu BA da NYU e seu mestrado e doutorado em Harvard. Ela lecionou nas Universidades de Harvard, Brown e Oxford e atualmente é professora de Direito e Ética do Ernst Freund Distinguished Service da Universidade de Chicago.

De 1986 a 1993, enquanto ensinava na Brown, Nussbaum era consultora de pesquisa no World Institute for Development Economics Research (Instituto Mundial para Pesquisa em Economia do Desenvolvimento), Helsinki, uma parte da United Nations University (Universidade das Nações Unidas). Ela presidiu o American Philosophical Association’s Committee on International Cooperation (Comitê de Cooperação Internacional da Assoçiação Filosófica Americana), o Committee on the Status of Women (Comitê sobre o Status da Mulher), e o Committee for Public Philosophy (Comitê para a Filosofia Pública).

Martha Nussbaum é prolífica em sua área tendo já publicado mais de 20 livros e de 500 artigos e ensaios, além de ter recebido 57 títulos honoríficos.

A Fragilidade da Bondade foi o primeiro de seus livros a tirar a filosofia de sua zona de conforto racionalista para considerar o impacto de forças além do controle do indivíduo. Em vez de definir a bondade isoladamente, Nussbaum perguntou: O que ameaça e enfraquece nossa busca por uma vida florescente? Para obter respostas, ela se voltou para a literatura e a filosofia dos antigos gregos, em particular suas visões sobre a sorte moral. O argumento de Nussbaum abraça a ideia de que nossa própria bondade pode estar sujeita a estilingues e flechas que não são de nossa própria responsabilidade.

“A filosofia não deve ser escrita em desprendimento da vida real”, escreveu Nussbaum em Cultivating Humanity (Cultivando a Humanidade). Em seu trabalho sobre o que é chamado de abordagem de capacidades, ela abriu seu portfolio para as questões políticas, econômicas e legais mais amplas sobre o bem-estar humano. O objetivo era desenvolver um padrão alternativo para o Produto Interno Bruto para medir o bem-estar humano das nações. O PIB, ela argumenta, embora fácil de tabular e usar em comparações, é simplesmente uma média e deixa de fora muitas coisas que devem ser consideradas essenciais para o bem-estar: a vida; saúde; integridade corporal (liberdade de movimento e de agressão); sentidos, imaginação e pensamento (educação e criatividade); emoções (liberdade de amar e formar anexos); razão prática (liberdade de pensamento); afiliação; outras espécies (viver em relação aos animais e à natureza); ação e controle sobre o meio ambiente (direitos de participação política e propriedade).

Trabalhando com Amartya Sen, o economista ganhador do Prêmio Nobel, Nussbaum ajudou a fundar a Human Development and Capability Association (Associação de Desenvolvimento Humano e Capacidade) uma organização sem fins lucrativos cuja missão é advogar em nome desse padrão multifacetado para o florescimento humano.

A abordagem de capacidades, disse Nussbaum ao presidente Adams, “é uma maneira de fazer com que os líderes e outros vejam que as pessoas na área de desenvolvimento internacional acham que você deveria estar trabalhando em todas essas dez medidas”.

Em Sex and Social Justice (Sexo e Justiça Social), ela liga os problemas enfrentados pelas causas da justiça social e do feminismo, afirmando que sexo e sexualidade são diferenças irrelevantes criadas pela sociedade para manter sua hierarquia. Ela também fala contra a objetificação das mulheres, especialmente através da pornografia, ao mesmo tempo em que expressa seu apoio à legalização da prostituição. Ela também condena veementemente a mutilação genital feminina, citando seus riscos à saúde.

Em 2004 foi publicado seu livro, feito em parceria com Cass Sunstein, Animal Rights: Current Debates and New Directions (Direitos Animais: Debates Atuais e Novas Direções), reúniu um elenco de figuras importantes para explorar as questões legais e políticas que fundamentam a campanha pelos direitos animais e também aqueles que se opõe a ela. No livro são abordandas questões éticas sobre propriedade, proteção contra o sofrimento injustificado e a capacidade dos animais de fazer suas próprias escolhas livres do controle humano. São oferecidas inúmeras perspectivas diferentes sobre direitos animais e bem-estar animal, mostrando que, seja qual for a conclusão final, a relação entre seres humanos e animais não-humanos está sendo fundamentalmente repensada.


Texto formulado e traduzido a partir do perfil da autora no site da Universidade de Chicago em: https://www.law.uchicago.edu/faculty/nussbaum ; do site da da National Endowment for the Humanities em: https://www.neh.gov/about/awards/jefferson-lecture/martha-nussbaum-biography e também do site famousphilosophers em: http://www.famousphilosophers.org/martha-nussbaum/


vegpedia / wikipedia / site / facebook / instagram / entrevista

Anúncios