Veganotícias Especial #1: Transporte de Cargas Vivas no Porto de Santos


O Veganotícias Especial é um novo quadro da Vegpedia que traz um resumo de notícias sobre algum fato importante que está acontecendo no Brasil. Na primeira edição está o Transporte de Cargas Vivas no Porto de Santos.

Entenda o caso

Após quase duas décadas, o Porto de Santos voltou a realizar o embarque de animais vivos. Abaixo você verá notícias sobre a movimentação que está ocorrendo nos últimos meses. Veja clicando aqui.

_O PRIMEIRO EMBARQUE

Em dezembro, sob protestos de ativistas dos direitos animais, megaoperação no Porto de Santos embarcou mais de 27 mil bois para a Turquia com fim de abate. O embarque teve apoio da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pela equipe da Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro). / G1

_DENÚNCIA DE CRUELDADE NO TRANSPORTE

Denúncias foram feitas sobre o tratamento dos animais no transporte. Os bois, distribuídos em 300 caminhões, percorreram aproximadamente 600 km de Altinópolis e Sabino, cidades localizadas no interior de São Paulo, até o cais santista. Até chegarem no destino final, no Porto de Iskenderun, na Turquia, eles enfrentarão quase 6 mil milhas náuticas, que representam cerca de 11 mil km. A megaoperação é de responsabilidade da Minerva Foods, terceira maior empresa de carne bovina do Brasil e maior exportadora de boi vivo do país. / ANDA

_SUSPENSÃO DE CARGAS VIVAS NO PORTO DE SANTOS

Na quinta-feira, dia 11 de janeiro, o Porto de Santos suspendeu operações de embarque e transporte de carga viva após denuncias de maus-tratos. / Vista-se

_PORTO DE SANTOS LIBEROU NOVO EMBARQUE

Após a suspensão do embarque de animais vivos no Porto de Santos, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários autorizou a Companhia Docas do Estado de São Paulo a retomar as atividades em novo embarque na quinta-feira dia 25 de janeiro. / Mimi Veg

_PREFEITURA MULTA EMPRESA RESPONSÁVEL PELO TRANSPORTE

A empresa Minerva Foods recebeu uma multa de R$ 1.469.118,00, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) de Santos, após constatar maus tratos aos bois que estão sendo embarcados no Porto de Santos e por despejar dejetos animais em via pública. / Mimi Veg

_NOVA SUSPENSÃO NO PORTO DE SANTOS

Após denúncia de maus-tratos, ação judicial publicada no dia 31 de janeiro suspendeu embarques de animais no Porto de Santos , a decisão foi tomada pelo desembargador Luis Fernando Nishi. Após isso o juiz federal Djalma Moreira Gomes determinou inspeção técnica no navio nomeado NADA. / ANDA

_JUSTIÇA DETERMINA DESEMBARQUE DOS BOIS

Na terça-feira, dia 1 de fevereiro, foi determinado pelo juiz Márcio Kammer de Lima, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Santos, o desembarque dos quase 27 mil bois que estão a bordo do navio Nada. O juiz ainda proibiu a partida do cargueiro e fixou uma multa de R$ 5 milhões para qualquer navio que carregar animais no Porto de Santos. / Globo Rural

_PROIBIÇÃO DE EXPORTAÇÃO DE CARGA VIVA EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL

Na sexta-feira, dia 2 de fevereiro, uma decisão do juiz federal Djalma Moreira Gomes suspendeu o embarque de animais vivos para serem mortos em outros países em todo o território nacional. A ação que levou o juiz a tomar essa decisão foi movida pela ONG Fórum Nacional De Proteção e Defesa De Animal. / Vista-se

_CASO GANHA MAIS VISIBILIDADE

O telejornal mais assistido do país, Jornal Nacional da Rede Globo, exibiu matéria sexta-feira, dia 2 de fevereiro, uma reportagem sobre o caso dos milhares de bois que estão confinados no navio no Porto de Santos. A matéria citou os maus-tratos aos animais e o despejo de dejetos dos animais nas ruas da cidade. / Vista-se

_ATIVISTAS MARCAM GRANDE ATO

Ativistas pelos direitos animais organizaram uma manifestação para às 14 horas do domingo, dia 04 de janeiro, próximo ao porto de Santos. / Vista-se

_RELATÓRIO TENDENCIOSO AFIRMA QUE BOIS ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES

Indo contra diversos registros de ativistas que mostram os animais imersos em fezes e urina e em espaços apertados, um relatório tendencioso do Serviço de Vigilância Agropecuária (SAV) afirmou que os 25 mil bois, que estão embarcados no navio NADA, estão saudáveis e que a embarcação tem boas condições sanitárias. O relatório é contestado por laudo emitido pela veterinária Magda Regina, que concluiu que a prática de transporte marítimo de animais por longas distancias está intrínseca e inerentemente relacionado à causação de crueldade. / ANDA

_DESEMBARGADORA MANTÉM LIMINAR

A desembargadora Diva Malerbi, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, negou pedido de liberação do navio mantendo, em segunda instância no dia 03 de janeiro, a liminar que proíbe a exportação de animais vivos em todo o território nacional e determinou que os 25 mil bois que estão no navio sejam desembarcados e retornem às fazendas de origem. / Olhar Animal

_MANIFESTAÇÃO DOS ATIVISTAS E NEGACIONISMO DOS RURALISTAS

Como previsto, no dia 04 de janeiro, diversos ativistas se encontraram próximo ao porto e percorreram ruas do centro da cidade de Santos com faixas e cartazes em defesa da vida dos animais. Os manifestantes pediram a liberação dos bois para que eles voltem para as fazendas de origem, no interior de São Paulo. O deputado a favor da bancada ruralista Beto Mansur foi ao local e negou que os animais sofriam maus-tratos. / G1

_ATIVISTAS RECEBEM AMEAÇAS

Os ativistas que realizaram vigílias no Porto de Santos receberam ameaças de pecuaristas insatisfeitos e irritados com as ações contra a exportação de animais vivos. / ANDA

_DESEMBARGADORA LIBEROU O NAVIO

Após ter negado o pedido da empresa Minerva Foods, a Desembargadora Diva Malerbi, voltou atrás alterando sua decisão em atendimento a petição da Advocacia-Geral da União, e determinou a partida do navio NADA. A justificativa alegada foi séria lesão à economia nacional tendo um impacto agravador na crise brasileira, em outras palavras, o lucro foi posto acima do bem-estar animal. Apesar do revés, a decisão abrange apenas o navio em questão, mas mantém a vigência da suspensão dos embarques de carga viva nos portos brasileiros. / ANDA

_A LUTA CONTINUA

A liminar que autorizou a partida do navio NADA não revogou a proibição do transporte de animais em todos os portos brasileiros, sabendo disso a Associação Brasileira de Advogadas e Advogados Animalistas (ABRAA) está buscando judicialmente reforçar o mantimento da liminar. / Fanpage ABRAA

_NOVOS PROTESTOS NO CONSULADO TURCO

Às 20 horas da segunda-feira, dia 05 de janeiro, ocorreu um protesto pacífico de ativistas dos direitos animais em frente ao Consulado Geral da Turquia. O objetivo foi fazer pressão para manter a proibição de novos embarques de cargas vivas em todo o Brasil. / Vista-se

_HISTÓRICO DA MINERVA FOODS

O jornalista David Arioch pesquisou o histórico da empresa Minerva Foods, responsável pelos bois enviados para a morte na Turquia, e constatou que ela está envolvida em escândalos de corrupção, trabalho escravo e carne contaminada. / David Arioch

_DEBATE NA GLOBONEWS

No dia 05 de fevereiro, em programa da GloboNews chamado Estúdio i, ocorreu um debate sobre a liberação do navio NADA, os cinco jornalistas presentes pareceram concordar que o envio dos bois para a Turquia é lamentável. / Vista-se

_EMBARQUES DE ANIMAIS VIVOS LIBERADOS

Após 3 dias, a desembargadora federal Cecília Maria Piedra Marcondes suspendeu, dia 06 de fevereiro, a proibição de exportação de animais vivos para abate no exterior em todo o território nacional. Alegando risco de dano à ordem público-administrativa, risco a agropecuária, prejuízos a cadeia produtiva e o abastecimento do mercado nacional e comércio internacional de carne brasileira. O lucro voltou a falar mais alto que o bem-estar animal. / Vista-se

_NOVOS PROTESTOS NA MINERVA FOODS

A empresa Minerva Foods, responsável pela exportação dos animais que estão no navio NADA, recebeu um grupo de ativistas para uma manifestação pacífica nesta terça-feira, dia 06 de fevereiro. / Vista-se

_NOVAS EXPORTAÇÕES DE ANIMAIS VIVOS

Segundo o ministro Blairo Maggi, o Brasil tem 100 mil animais em quarentena para exportação, os animais tem como destino países islâmicos e devem ser embarcados nos próximos dias. / Globo Rural

_ARTIGO NO ESTADÃO DEFENDE OS ANIMAIS

O jornal Estadão publicou em seu site um texto chamado “A crueldade no transporte marítimo de gado para exportação” que relata o sofrimento dos animais e afirmando que os maus-tratos são intrínsecos à atividade de exportação de carga viva. O texto é de autoria de Fernanda Tripode, advogada especializada em Direito Ambiental que é presente também na causa animal. / Estadão

_PROTESTOS EM OUTROS ESTADOS

Além de nova manifestação na Av. Paulista, ativistas no Rio, Salvador e BH terão protestos contra a exportação de animais vivos nos dias 7 e 8 de fevereiro. / Vista-se

_LOBBYING TURCO

Segundo ativista, a imprensa local de onde os bois foram recebidos na Turquia está fazendo uma falsa divulgação de imagens que mostram os animais enviados pelo navio NADA estavam em “boas” condições. / Dayana Dantas Facebook

_NOVOS EMBARQUES

O porto de São Sebastião, próximo ao Porto de Santos, já tem 3 navios se preparando para realizar a carga de bois vivos com destino ao Oriente Médio. Pela capacidade dos navios que estão agendados, a soma dos animais que serão embarcados pode ser superior a 19 mil. / Vista-se

_JORNAL TURCO DENÚNCIA MAUS-TRATOS

O jornal “Mersin Imece Haber”, da cidade turca de Mersin, onde está localizado o porto para onde se dirige o navio NADA, retratou com indignação a situação a que os animais são submetidos no Brasil antes e depois do embarque nos navios que saem do país para serem mortos na Turquia. / ANDA

_PORTAL TURCO DENÚNCIA MAUS-TRATOS

O portal Dağ Medya, site independente de notícias sobre economia, política, ciência e meio ambiente, publicou um extenso editorial intitulado “Navios da Morte”, em que expõe o cenário por trás da exportação de gado vivo no Brasil. / ANDA

_JUÍZA ACUSA CRIME EM LAUDOS FRAUDULENTOS

A juíza Rosana Navega Chagas, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, disse que caso tenham sido apresentados laudos que afirmam que os bois embarcados no navio NADA, no Porto de Santos, estavam em boas condições, os documentos não condizem com a verdade e, portanto, incorrem em crime. / ANDA

_PROJETO PARA ACABAR COM O TRANSPORTE DE ANIMAIS VIVOS

Ricardo Tripoli, do PSDB, após ver a polêmica causada pela exportação de animais vivos do Brasil para a Turquia apresentou um projeto de lei para proibir o transporte marítimo de de animais vivos em território nacional. / ANDA

_MATADOUROS TURCOS

Ativistas dos direitos animais Turcos recentemente revelaram nas redes sociais o destino cruel dos bois vivos que saíram de Santos em direção à Turquia. O vídeo, publicado no Facebook, registrou o abate de um dos animais. / ANDA

_MULTA AO PORTO DE SANTOS

O Ecoporto, terminal dentro do Porto de Santos por onde saíram mais de 50 mil bois vivos com destino à Turquia, foi multado na quinta-feira, 15 de fevereiro. Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), o terminal não tinha autorizações ambientais necessárias para fazer operações com carga viva. / Vista-se

_ONG VEDDAS

A ONG VEDDAS publicou em seu site o relato de como foram os protestos no Porto de Santos. A ONG esteve diretamente envolvida na articulação das manifestações, foi e é uma das mais atuantes na campanha contra exportação de animais. / VEDDAS

_PROTESTO NA TURQUIA

Em Istambul, na manhã do domingo, dia 18 de fevereiro, um grupo de ativistas fez manifestação contra à importação de bois do Brasil. Outras cidades ao redor do mundo também estão preparando novos protestos. / Vista-se

_BOIS NA TURQUIA

Após uma viagem com duração de 16 dias, os 25 mil bois embarcados no navio NADA, que saiu do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, chegou à Turquia na última quinta-feira, dia 22 de fevereiro. Especula-se que dezenas de animais tenham morrido durante o percurso. / ANDA

_NOVO EMBARQUE EM PORTO PRÓXIMO

Na quarta-feira, dia 28 de fevereiro, foi iniciado o processo de embarque de quase 9 mil bois vivos no Porto de São Sebastião, que fica próximo ao Porto de Santos, também no litoral de São Paulo. A embarcação de Singapura que recebeu os bois tem o nome Ocean Swagman. / Vegpedia

_ONG TURCA CONTRA O EMBARQUE DE ANIMAIS VIVOS

O Comitê de Acompanhamento dos Direitos dos Animais da Turquia (CADA) escreveu uma carta, endereçada à União Europeia (UE) e ao Parlamento Europeu (PE), pedindo o fim do transporte de animais vivos para a Turquia. / ANDA

_PROIBIÇÃO DE TRANSPORTE EM SP

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Alesp deu parecer favorável à proposta que proíbe o transporte marítimo e fluvial de animais vivos em São Paulo para finalidade de morte e consumo. Caso se torne lei, o descumprimento da norma levará à aplicação de uma multa de 195 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesp), um total de R$ 5.362,50, para cada animal transportado. / ANDA

_PROIBIÇÃO DE TRANSPORTE EM SP

Um grupo de ovelhas exploradas por criadores viajarão do norte do Tocantins, onde vivem atualmente, até Paramaribo, no Suriname. Para chegar ao país, os animais serão levados de caminhão até o Macapá (AP), onde serão embarcados em um navio. / ANDA

_SANTOS PROÍBE O TRANSPORTE DE ANIMAIS VIVOS

No dia 26 de março, a Câmara de Vereadores de Santos aprovou por unanimidade o PLC 007/2018, um projeto de lei complementar que proíbe o transporte de animais no município de Santos, litoral de São Paulo. / Vista-se

_LIMINAR EM SÃO SEBASTIÃO

Uma ação movida pela ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) impediu os embarques no Porto de São Sebastião por 48 horas. A ação acabou sendo desobedecida com o navio Blue Ocean, com animais vivos, zarpou na madrugada de domingo, dia 15 de abril. / Vista-se

_DERRUBADA PROVISORIAMENTE LEI EM SANTOS

Após poluição ambiental e maus-tratos aos animais, a lei havia sido sancionada pelo prefeito da cidade, Paulo Alexandre Barbosa, mas agora enfrenta uma decisão liminar estabelecida na noite de ontem, terça-feira (24). A prefeitura de Santos vai recorrer da decisão. / Vegpedia

_CONTRA EXPORTAÇÃO DE ANIMAIS VIVOS EM ISRAEL

Mais de 3 mil pessoas protestaram contra a negligência do governo em não cumprir com a promessa de reduzir a exportação de animais vivos para a Austrália e Europa, que acabou aumentando este ano. / ANDA

_CONTRA EXPORTAÇÃO DE ANIMAIS VIVOS EM PORTUGAL

Um protesto foi realizado na segunda-feira, 30 de abril, pelo movimento Setúbal Animal Save no porto do município de Setúbal, em Portugal, contra o embarque de animais vivos com destino à Israel. / ANDA

> EM BREVE MAIS NOTÍCIAS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s