As incríveis e chocantes fotografias de Fabien Nissels em um matadouro suiço


Muitas pessoas preferem não ver e continuar dissociando a carne do que ela realmente é: o pedaço de um animal.

O fotógrafo Fabien Nissels, morador de Neuchâtel na Suiça, fez um incrível e impactante registro no dia-a-dia de trabalhadores de um matadouro de porcos e bovinos. O projeto que leva o nome Eu Amo Tofu (originalmente I Love Tofu) revela algo que evitamos ver e nos mostra a chocante realidade por trás daquilo que ainda está no prato da maioria das pessoas: animais mortos, sangue, vísceras, cabeças decapitadas, corpos serrados ao meio.

Confira abaixo algumas fotos do projeto (clique sobre uma das fotos para expandi-la):

Fabien nos disse via email, que apesar de chocantes as fotos, não fez essa série para convencer as pessoas a se tornarem veganas ou qualquer coisa neste sentido, era apenas um registro do trabalho das pessoas fotografadas e que foram bastante receptivas com ele:

“Eu só queria fazer algo sobre o trabalho dos caras que você pode ver nas imagens. Eles foram muito legais comigo, imediatamente aceitaram que eu fosse lá, permitindo que eu gravasse qualquer coisa que eu quisesse. Era uma pequena empresa familiar, você pode ter certeza de que nenhuma das outras grandes empresas teria me permitido ir e fazer esse trabalho.”

Ele ainda ressaltou:

“É claro que as imagens são chocantes, mas eu não vi nenhum dos caras torturando um animal, eles estavam tentando fazer tudo rápido e menos estressante possível. Eu sei que é o caso de muitos pequenos produtores de carne também. É importante respeitar os humanos tanto quanto os animais, não podemos falar com os outros dizendo que eles são monstros.”

Veja o projeto completo no portfólio do fotografo clicando aqui.

Eles não são monstros

Pensemos: será que alguma criança pensava em ser açougueiro ou desossador de carnes? E trabalhar numa linha de produção disso? Muito provavelmente não.

Existem monstros nessa história, mas certamente não são os pequenos trabalhadores. Apesar de dessensibilizados com a morte dos animais, como a maioria das pessoas, os trabalhadores da indústria da carne não são sádicos apaixonados por matá-los como podemos vir a acreditar, a maioria deles apenas crê que isso é necessário, além de ser uma oportunidade emprego.

O que corrobora com essa ideia é a realidade destes trabalhadores. Alguns dados coletados pela ONG Mercy For Animals Brasil relatam que, além dos animais, os trabalhadores da indústria da carne aqui no Brasil não vivem em boas condições. Confira o vídeo abaixo com os números:

Confira também o documentário Carne e Osso, realizado pela ONG Repórter Brasil, que aborda um pouco mais sobre a questão dos matadouros brasileiros clicando aqui. É válido ressaltar que só o fim da demanda por produtos de origem animal pode acabar com a desnecessária exploração com os animais e o cruel tratamento com os trabalhadores que vivem nestas péssimas condições.

Anúncios

4 comentários sobre “As incríveis e chocantes fotografias de Fabien Nissels em um matadouro suiço

  1. Bom dia. Me doi ver isso. Parei de comer. Carne. Por amor. Mais comsumo carne bramca. Por falta de lugares pra compra. Algo pra sibituir. A falta. Pois sou atreta. Oque pode subituir a carne de frafo ovo. Peixe. Emfim. Pode me ajundar. Ja fais um ano qua nao cosumo carne. Vermelha. Est vidios. Deveria ser difugados. Na televisao. So asim vao doer na comsiecia. Amo os animais

    Curtir

  2. Não me vem com esse papo que os caras não maltratam os animais e nem são sádicos loucos por matança. Eles matam e pronto. Um criminoso também pode matar uma pessoa sem fazer ela sofrer, e pode ter sido uma vez só que não deixa de ser assassino. Pra mim esse papo não cola. São assassinos cruéis e ponto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s