Drica Avelar, a chef “vegana” que entrou no Master Chef Profissionais


A Chef conquistou uma vaga na competição com um prato vegano

Um medalhão de alcachofra recheado com cogumelos foi o prato que deu a sonhada vaga à Drica, ela reinventou o prato, que originalmente é feito com carne – o filé au poivre, e garantiu seu lugar na competição. A chef deixou de comer carne em 2017, após assistir o documentário ‘What The Health?’ e se questionar por que continuar comendo carne se faz mal para o planeta e para o seu corpo. Mas ainda teve que cozinhar carne algumas vezes.

Em janeiro/2018 consegui converter grande parte do meu trabalho para atender ao movimento, conta. O desafio da competição é justamente este, mostrar o ativismo vegano em uma competição carnista.”

O ativismo na cozinha

Formada em Engenharia de Alimentos e Chef pela renomada escola francesa ‘Le Cordon Bleu’, Drica também tem um canal no youtube – Drica na Cozinha, em que fala sobre a culinária vegana e oferece cursos online.

Acredito que, como chef de cozinha, tenho muito a acrescentar ao veganismo, porque a maioria das pessoas que ainda consome animais, tem medo de deixar de sentir alguns prazeres “da carne” e é o que faz elas não aderirem ao veganismo, poder mostrar comidas saborosas, bonitas e veganas pode inspirá-las,” analisa Drica.

A mineira trabalhou por 6 anos no mercado corporativo, até sentir que tinha algo mais profundo a oferecer à sociedade.

Em 2011 eu larguei a engenharia e fui fazer um “test-drive” na cozinha, trabalhei por um ano em um hotel em Uberlândia/MG e ali surgiu minha vontade de cursar Le Cordon Bleu, mas era caríssimo e com salário de cozinheira seria quase impossível conseguir. Encontrei uma ONG americana fundada pela Julia Child, que oferecia bolsas de estudo para a Le Cordon Bleu e me atirei nessa jornada”, orgulha-se.

O desafio do Master Chef

Ao voltar para o Brasil, resolveu compartilhar o conhecimento, dando treinamento para funcionárias domésticas e aulas para entusiastas. A vaga no Master Chef foi uma conquista, mas também um desafio.

A sensação de estar naquele programa duelando por uma vaga já foi uma vitória, conquistar a vaga me deixa preocupada, vim transmitir uma mensagem, as portas se abriram, agora tenho que honrar, a responsabilidade aumentou, declara a mineira.

No quarto episódio da competição, Drica preparou um bacalhau com creme de leite de castanhas e foi questionada pela chef Paola Carosella sobre o fato de ser vegana e ter optado por fazer peixe ao invés de vegetais, em uma prova considerada livre, a única regra era a proibição do sal no preparo, Drica disse ter ficado nervosa e não ter conseguido pensar direito na hora de procurar os ingredientes no mercado. O fato gerou polêmica entre os participantes, mas Drica afirmou que precisava se salvar.

Polêmicas em programas de culinária

A proteína animal é muito presente em competições como essa, Suzan Zacchi, vencedora da 5ª temporada do programa culinário ‘Cozinheiros em Ação’, exibido na GNT, também enfrentou esse dilema. O fato é que em determinado momento, para permanecer no jogo, é preciso cozinhar animais, e para quem é vegano, não é uma decisão fácil.

Nós cozinheiros profissionais servimos aos nossos clientes e ali eu tenho que agradar 3 clientes muito exigentes e carnistas, que são Paola Carossela, Erick Jackin e Henrique Fogaça. Nós veganos sabemos da resistência dos carnistas ao provarem pratos veganos, eu vou sentir prova a prova, vou analisar caso a caso e sempre que possível farei pratos veganos sim!”, explica a cozinheira. Drica ressalta a dificuldade em cozinhar proteína animal. “Geralmente quando tenho de cozinhar animais eu sofro bastante, mas antes de começarem as gravações tive um acompanhamento psicológico e definimos estratégias para que isso não me prejudique/limite na competição”, explica.

Projetos para o futuro

A jovem cozinheira se diz movida pelos seus sonhos, e ganhar o MasterChef é um deles.

Quero conquistar o paladar dos jurados e meu grande objetivo é chegar à final, quando podemos fazer um menu autoral, 100% vegano e livre de crueldade.

A chef divulga o seu trabalho no canal Drica na Cozinha, mas a ideia é aprimorar os conhecimentos e levar seus conteúdos para outros canais.

Quero fazer um curso de cozinha Plant-Based em Nova York, sonho também em ampliar meu canal do YouTube com programas diários, e ainda em ter um programa na TV, que possa popularizar o veganismo”, conta. São muitos sonhos e projetos e o veganismo está presente em todos eles.


Confira o trabalho da Drica nas redes sociais:

Instagram | Youtube | Facebook | LinkeIn

apoia_se_vegpedia_faixa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s