Após anos de polêmicas, Natura recebe selo internacional contra testes em animais


A empresa brasileira de cosméticos Natura é a primeira do país a receber o selo internacional “The Leaping Bunny”, que certifica que a empresa não realiza testes em animais. A marca afirma que não realiza tais testes desde 2006, e se classifica como “uma das organizações mais antigas e respeitadas na luta pelo fim dos testes em animais”.

LeapingBunny

Roseli Mello, Diretora de Inovação e Segurança do Consumidor da Natura disse em entrevista ao Estadão que a marca opta por não comercializar com a China, considerando que a regulamentação interna do país não permite que os produtos deixem de ser testados em animais, restringindo o comércio da marca à America Latina, Estados Unidos e França. Muitos veganos utilizam da estratégia de verificar se algum produto é comercializado em território chinês, e, caso seja, o boicote é adotado.

No ano de 2013, houve uma invasão ao Instituto Royal, laboratório que fazia testes em animais para resgatar Beagles que eram explorados. Houveram acusações sobre as empresas que eram clientes do instituto Royal, incluindo a Natura. A empresa nega ter mantido relações que exigissem tais procedimentos com o instituto, quando questionada por e-mail. Ela diz:

A Natura nunca contratou testes em animais no Instituto Royal. O Instituto Royal era uma empresa constituída de duas unidades diferentes. Uma Unidade em São Roque, que conduzia testes regulatórios para o desenvolvimento de medicamentos, e uma Unidade em Porto Alegre, conhecida como Genotox Royal, que realizava exclusivamente testes in vitro, sem envolvimento de animais. A Natura contratou estudos in vitro na Unidade de Porto Alegre.
Desde o fechamento de Instituto Royal, não há outro laboratório capaz de oferecer o mesmo estudo no Brasil, com as condições técnicas e legais exigidas pela Natura e pelas agências regulatórias nacionais e internacionais. Assim, a Natura passou a realizar esses estudos em laboratórios da Europa, que atendem aos critérios estabelecidos.

A empresa é citada no CPI do caso como cliente, porém, é dito que fazia testes apenas em células e não em animais.

Muitos veganos decidem boicotar a marca por diversos motivos. Mesmo que a afirmação que a isenta de testes em animais seja verdadeira, a Natura não pode ser considerada uma empresa vegana, pois tem produtos que contém ingredientes de origem animal e patrocina a São Paulo Fashion Week, evento de moda que utiliza peles de animais.

Anúncios

3 comentários sobre “Após anos de polêmicas, Natura recebe selo internacional contra testes em animais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s