As máscaras da vez: a verdade oculta e o ativismo da Anonymous for the Voiceless em uma das maiores avenidas do Brasil


Era tarde de domingo, como de costume a Avenida Paulista, a via mais famosa de São Paulo, fechada para lazer. Pessoas de todas as tribos passavam por ali. De longe os transeuntes podiam avistar próximo ao Conjunto Nacional pessoas em formação cúbica com máscaras inspiradas em Guy Fawkes, líder da Conspiração da Pólvora, que se popularizaram no filme V de Vingança.

Ao se aproximar da manifestação estática com 20 pessoas, cinco em cada lado do cubo, as pessoas podiam perceber que os mascarados vestiam uma camiseta com o nome Anonymous for the Voiceless – em português Anônimos pelos que Não Tem Voz – e seguravam notebooks ou placas com o escrito verdade. As telas exibiam cenas fortes e comuns na indústria que lucra sobre a exploração animal, de países onde essa exploração é “melhor” regulamentada e “menos cruel” que aqui.

Os animais – bois, porcos, galinhas, jacarés, raposas, entre diversos outros – sendo assassinados da forma padrão, chamada pela indústria de abate humanitário, causavam expressões incômodas nas faces de que as via, alguns atordoados não aguentavam e assim que se espantavam logo saiam, outros paravam para olhar e quando ficavam algum tempo observando eram abordados com a pergunta: “já viu cenas como estas?” e “o que você acha destas cenas”, após isso se desenrolava um diálogo ponderado e democrático sobre o que está por trás daquilo que consumimos. O debate pacífico é feito pelos ativistas com mais perguntas que respostas para que o interlocutor pense por si e não apenas engula lições de moral.

cubo14outubro2018-5.jpg
Foto por Vitor Ávila

Os ativistas da organização Anonymous for the Voiceless, que foi criada em Abril de 2016 e que já atua em mais de 800 cidades ao redor do globo, ressaltavam as consequências das nossas escolhas e mostravam que não podemos ter inocência nelas, toda a dor e sofrimento que os animais passam para nos dar alguns segundos de prazer no paladar ou para nos deixar mais belos.

Não só as pessoas longe da realidade se assustavam, os ativistas que compareceram em peso após a presença no evento Vegfest que ocorria próximo do local, também ficam incomodados por perceber que muitas pessoas de fato não sabem nada sobre o que compram e de onde vem os produtos, algumas beiram o absurdo, não sabendo que os animais sentem dor. A Sadia com seus comerciais de um peru feliz na frente de pedaços de frangos congelados, ajuda a anestesiar quem compra, mas não é só ela. São bilhões de reais investidos em propaganda e muito lobbying político para nos fazer acreditar que os animais são bem tratados, como ferramenta publicitária as empresas adoram dizer que o bem estar dos animais é fundamental para eles e preferem que não saibamos que para se ter bem estar é preciso ter também sua vida, bom seria admitissem que ao matar os animais qualquer chance de viver bem cessa.

O filme V de vingança mostra a história de um revolucionário anti-sistema com codinome V, que luta contra o totalitarismo em um cenário distópico, já as máscaras da vez, apesar de trazerem uma ideia semelhante, se aplicam a realidade: no cubo da verdade a ideia lutar contra um forte sistema que faz anualmente bilhões de vítimas de outras espécies, destrói massivamente o meio ambiente e que prejudica também as pessoas.

cubo14outubro2018-4
Foto por Vitor Ávila

Dia 14 de outubro, em sua maior manifestação no Brasil, a Anonymous for the Voiceless reuniu por duas horas aproximadamente 60 ativistas na Av. Paulista e atingiu diretamente 243 pessoas – indiretamente foram milhares – que dialogaram sobre suas visões de mundo, conversaram sobre a exploração animal e puderam perceber o impacto que causam ao consumir animais. Essas pessoas descobriram que há alternativas éticas e poderão refletir um pouco mais sobre suas escolhas. A semente foi plantada, e um dia há de florecer para que os animais tenham liberdade e paz.

Veja também: Por que a Anonymous for the Voiceless está ganhando o mundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s