Chef-caçador renomado, Alex Atala critica veganos e vegetarianos


A revista Época Negócios fez uma entrevista com Alex Atala, dono do restaurante D.O.M., e ele voltou a dar declarações polêmicas. O chef já é conhecido por fazer críticas questionáveis ao movimento vegano. Mas não é só isso, ele já foi bastante criticado em casos onde fez a degola e fritura de uma galinha viva em frente a plateia, e também por ter presença na plataforma “Hoje Tem Frango“, incentivando o consumo da carne do animal. Na entrevista Alex, contraditoriamente diz-se preocupado com o meio ambiente, sustentabilidade, mas é caçador assumido e financia uma das maiores vilãs do meio ambiente: a pecuária.

Ser vegetariano ou ser vegano por compaixão eu entendo, mas e as nossas áreas degradadas? E a nossa biodiversidade? (…)“, disse Alex.

O questionamento é confuso, pois, ao se tornar vegano, sua pegada ecológica diminui de maneira drástica, e não o oposto. Ao contrário do que Alex acredita, ou escolhe ignorar, há evidências o suficiente para afirmar que o consumo de carne está ligado a destruição do planeta e não o consumo de vegetais.

As duas maiores ONGs ambientalistas do mundo, a WWF e o Greenpeace, recentemente afirmaram que comer carnes tem um impacto negativo no meio ambiente e pediram que as pessoas diminuam o consumo de produtos de origem animal.

A pecuária tem uma relação forte com o desmatamento, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) mais de 80% do desmatamento no Brasil é associado com pastagem. Há também um estudo recente que afirma que o desmatamento na Amazônia está chegando a ponto crítico e pode se tornar irreversível.

Além disso, consumir produtos de origem animal causa uma perda de energia muito grande, que não ocorreria caso a fonte fosse diretamente dos vegetais. Maiores áreas tem que ser devastadas para a produção de alimentos para os animais, e sua própria estadia; quanto maior a indústria pecuária, maior também a quantidade de gases de efeito estufa, o que altera sistematicamente os ecossistemas planetários.

A maior parte de agricultura atual não é feita para alimentação humana, mas sim para se tornar ração dos animais que as pessoas comem; 1/3 das terras agricultáveis do planeta já foi tomado para fins da pecuária. Ao decidir boicotar tal indústria por compaixão aos animais, o consumidor acaba deixando de incentivar também os danos ambientais causados pela mesma, incomparavelmente maiores que os de produção vegetal.

Veja mais alguns dados sobre a pecuária e seus malefícios para o meio-ambiente nas duas postagens abaixo:

Alex ainda diz para sustentar suas afirmações questionáveis:

Até as alas mais conservadoras da alimentação, dos dois lados – as carnívoras e as veganistas – entendem que o melhor caminho vai ser o do meio, que é o maior consumo de vegetais, comer menos carne e comer todo o animal. Fazer maior uso.

Muitas pessoas caem no erro quando, ao tentar argumentar contra o veganismo, utilizam da ideia de que o “equilíbrio é o caminho”, sendo o dito “equilíbrio” algo entre ser vegano e ser onívoro, o que na realidade, não existe. Aquele que é ambientalmente consciente é o indivíduo que reconhece que não há sustentabilidade num fenômeno como a matança animal desenfreada e a degradação do meio ambiente, a ação socioambiental também não deve andar separada da ética.

Atala reproduz perspectiva ideológica ocidental em que a maioria de nós foi criado: a especista (especismo é a atribuição de valores ou direitos diferentes a seres dependendo da sua afiliação a determinada espécie). Esta ideologia normaliza a matança e abuso dos animais não-humanos. É uma bárbara realidade que nos é ocultada por muitos anos; para alguns, mesmo quando descoberta, é aberta uma exceção moral. Como matar animais para comer é normal, algo que todos fazem, não é possível ser tão errado assim, não é mesmo?

Mesmo para muitos daqueles que rejeitam os direitos dos animais, é incoerente negar a existência da violência; mesmo assim, ser vegano ainda é visto como uma atitude extrema, por estar muito longe da zona de conforto comum. Muitos preferem manter seus prazeres do paladar mesmo que custe a vida de outro; então, colocam o “equilíbrio” em algum ponto no meio desses extremos, na teoria. Mas, a realidade é que um assassinato por si só já é um ato desequilibrado e completamente sem fundamento para as necessidades do corpo humano, que não necessita de nenhum produto de origem animal para ser saudável.

A preocupação demonstrada pelo caçador ao longo da entrevista no que tange as proteínas é infundada, pois não há falta delas em uma alimentação vegetariana estrita (veja mais informações aqui). No que diz respeito a ética, o equilibro é não matar, porque “matar só um pouquinho” ainda é matar.

Não só para “comer”, mas a visão especista também permite que os animais sejam usados para qualquer finalidade humana, seja ela qual for. Afirmar que o animal será usado “por inteiro” não justifica seu abate, porque animais não são objetos. Assim como os seres humanos, eles tem sentimentos, comunicação própria e raciocínio. As galinhas, animal que o chef acabou matando com as próprias mãos, são dotadas de todas essas qualidades (veja mais aqui).

Alex está equivocado em suas ideias e ainda acaba por induzir os outros ao erro, afinal a produção e consumo de carnes tem degradado o meio-ambiente e causado muito sofrimento. Ao contrário do que ele diz, é possível afirmar que o caminho do meio não é melhor que o caminho da paz e da sustentabilidade e neste sentido são melhores as palavras do humorista Gregório Duvivier escritas à Folha de SP:

Quem não faz nada pra mudar o mundo está sempre muito empenhado em provar que a pessoa que faz alguma coisa está errada — melhor seria se usasse essa energia para tentar mudar, de fato, alguma coisa. Como diria minha avó: não quer ajudar, não atrapalha.

Anúncios

6 comentários sobre “Chef-caçador renomado, Alex Atala critica veganos e vegetarianos

  1. Homo sapiens sendo homo sapiens… Melhor evitar comparar esse “renomado chef” com o demônio porque dos demonios se espera maldade…

    Curtir

  2. Nâo dêem importância a esse medíocre. Nâo repassem nada dele. Qualquer um que dê alguma opinião não lhe dá nenhum mérito. Um babaca.

    Curtir

  3. Eu sei o que fez desse cara o Chef Cruel.Era vegano por causa de uma moça , ela largou ele por um cara mais vegano , aí ele jurou vingança enquanto chovia e suas lágrimas desciam , do lado de fora do Las Chicas Vegans.kkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s